BLOG

Home > Blog > Destaques > O que fazer em caso de desastres
Destaques

O que fazer em caso de desastres

Por

Desastres podem ser de vários tipos:

                        Desastres Naturais            Falhas de infraestrutura/equipamentos             Ciberataques                                   

 

Desastres não podem ser previstos e podem atingir organizações de qualquer tipo de atividade e tamanho, provocando graves consequências em termos de receita, na imagem da marca e/ou em sua reputação perante os clientes e o mercado, podendo até mesmo ser fatal e levá-la à ruína.
Pontuamos abaixo algumas ações que irão ajudar sua companhia a recuperar-se mais rapidamente e de forma efetiva em caso de desastre:

Documentar um plano de ação

Ter um plano de recuperação de desastres é fundamental para uma recuperação rápida e de sucesso. O documento deve abranger os métodos a serem seguidos passo a passo e definir a responsabilidade de cada envolvido. O texto deve ser simples e claro, de forma que qualquer pessoa consiga segui-lo à risca. Isso evita graves problemas em caso de trocas de profissionais e no caso de não conseguir localizá-los imediatamente.

 

Manter o plano de recuperação de desastres atualizado

Planos de recuperação de desastres são criados para funcionarem por todo o período que a organização existir. Desastres são muitas vezes imprevisíveis e empresas são como organismos vivos, ou seja, padrões e processos estão em constante evolução. Portanto é crucial que o plano reflita e esteja sempre testado de acordo com o funcionamento atual da companhia.

Avaliar os dados

Definir quais dados são fundamentais para reconstruir a empresa também é um passo importante a ser tomado. Além disso, evitar cópias de segurança de dados e arquivos duplicados e desnecessários evitam gastos desnecessários de armazenamento e reduzem o tempo fora do ar.

 

Utilizar backups

Manter backups regulares é imprescindível para a recuperação dos negócios. A frequência dos backups varia entre as empresas e vai depender da quantidade de dados que cada uma delas aceita arriscar perder em caso de necessidade de recuperação total. Empresas que não geram muitos dados podem estar satisfeitas com um backup diário, já outras movimentam grandes volumes e preferem fazer suas cópias a cada hora, por exemplo.

 

Considere armazenamento na nuvem

Os serviços de nuvem estão cada vez mais avançados, deixando de servirem apenas como mais uma opção de armazenamento de dados. Já é possível hospedar e fazer com que seus sistemas e programas funcionem diretamente da nuvem, oferecendo maior segurança, disponibilidade (remota, inclusive) e tornando a recuperação em caso de desastres mais simples e rápida.

 

Faça simulações

Planos de recuperação de desastre devem ser testados periodicamente. Assim, qualquer atualização nos procedimentos será experimentada, além de cobrir eventuais mudanças no time. Com a prática, todos saberão o que e como fazer quando o desastre e a situação de emergência forem reais.

 

Já possui um plano de Disaster Recovery? Caso não tenha é hora de ter, entre em contato com a Enygma Tecnologia que te ajudaremos a manter seus dados seguros caso algum incidente aconteça.

 

 

 

VOCÊ TAMBÉM PODE GOSTAR DESTES ARTIGOS:

COMENTÁRIOS:

Nenhum comentário foi feito, seja o primeiro!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

ENYGMA TECNOLOGIA © Todos os direitos reservados